Translate this blog!

sábado, 4 de maio de 2013

Zaffe Libanês

Diante da minha ignorância com relação à recente coreografia que o Grupo Hátor apresentou no concurso de grupo folclore no MP desse ano, pedi para que a Elaine Rollemberg, minha amiga e coordenadora do grupo, criasse um texto sobre Zaffe Libanês para eu colocar aqui no blog. Apreciem!

Créditos da foto: Leonardo Martins
"A primeira vez que ouvi falar sobre o Zaffe Libanês, já há uns quatro anos, foi através do bailarino e professor Tufic Nabak em um workshop sobre folclore libanês. Ano passado, em 2012, quando estive no Líbano participando do Amani Oriental Festival ao lado de Tufic, pude presenciar apresentações de Zaffe feitas no teatro durante o festival. E eram muitas! Percebi que era algo muito comum, trabalhado performaticamente. Fiquei fascinada com a força e alegria contagiante das coreografias. O figurino e movimentações bem peculiares me instigaram a investir no estudo deste folclore tão pouco difundido no Brasil:


Conversei sobre o assunto ainda no Líbano não só com o professor Tufic, mas também com profissionais disponíveis nesse festival. Com as informações que então obtive, somadas à minha pesquisa sobre grupos de dança libaneses importantes no Líbano e representantes da cultura no mundo (como Caracalla e Ahlam Group), cheguei a uma breve explicação para os interessados em aprender sobre o estilo. Minha principal fonte, o Ahlam Group:

Clipe musical:


Teaser de espetáculo no Teatro:


O Zaffe, famoso cortejo feito aos noivos nos casamentos árabes, especificamente no Líbano, é realizado com muita alegria e exaltação, com muita música e dança. Há sempre um grupo de bailarinos contratado para fazer a apresentação dos noivos. Essa apresentação é sempre muito performática e teatral. Aqui cabe uma ressalva: "O folclore Libanês é muito teatral!"

Os noivos representam papéis majestosos perante a festa. É como se fossem o rei e a rainha. Os bailarinos representam seus súditos, soldados da guarda real a proteger, saudar e homenagear a realeza. Por isso elementos de lutas – com lanças, espadas e cimitarras – são sempre utilizados nos zaffes. A movimentação é forte, brutal e impactante, mas feita com muita alegria e exaltação. A representação de uma Corte remete ao período medieval; por isso, a vestimenta se refere de uma forma mais específica ao retrato da época.

Créditos da foto: Leonardo Martins
As músicas utilizadas para o Zaffe libanês são dabkes fortes, alegres e muito populares no Líbano. Por essa razão, encontramos no Zaffe muitos passos de Dabke. Tradicionalmente os grupos de performance eram formados por homens; só depois as mulheres foram entrando.

Esses grupos podem apresentar os noivos de variadas maneiras. Os homens vêm sempre à frente, dançando; ao final trazem o noivo e em seguida vêm as mulheres dançando e trazendo a noiva. Entra o grupo todo e depois segue-se a apresentação dos noivos. Vários pontos podem ser diferentemente trabalhados a partir da criatividade do coreógrafo. Na participação feminina, cabem utilizações de véus (simples, sem rebuscamentos, no caso de elas dançarem junto dos homens). Pode haver apresentações mais específicas femininas, mas aí é feito adendo da programação musical, a título de enriquecer ainda mais a performance. É possível ainda aparecer candelabros (dançados com o ritmo zaffe que conhecemos), bailarinas de ventre e mais.

Apresentações libanesas em casamento:


Nos teatros, o Zaffe mantém essa representatividade de "Súditos e Guarda Real". Apesar de terem o dabke como base musical e alguns movimentos semelhantes ao dabke, se diferem na forma da apresentação e sua representatividade:


Como um resultado do estudo, montei junto ao meu grupo de alunos, o Grupo Hátor de Danças Árabes, uma coreografia sobre o estilo, que foi apresentada no Mercado Persa neste ano de 2013. Acho que fomos o primeiro grupo no Brasil a apresentar este estilo. Espero que gostem!"

Grupo Hátor de Danças Árabes


Bauce kabir,
Hanna Aisha

5 comentários:

  1. Ahhh eu fiquei super fã do grupo Hátor no Zahra Sharq do ano passado. AMEI a coreografia do MP! Os demais vídeos também são suuuper interessantes e animados!!!! A dança libanesa tem me chamado atenção ultimamente... Obrigada pelas informações Hanna e Elaine! Beijão

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, o estilo da dança super forte e expressiva. Também amei a coreografia da Elaine e o desenvolvimento do grupo. Estamos precisando mesmo assistir coisas diferentes e enriquecer nosso conhecimento nas danças árabes. Parabéns! Obrigada, meninas!!! Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Hanna, que BACANA ler este post, porque também estranhei a indumentária do grupo, e o estilo de performance no Mercado Persa. A coreografia é muito bacana, aliás, parabéns aos cariocas que este ano DESTRUÍRAM lá no MP, trabalhos belíssimos.

    Beijoconas

    ResponderExcluir
  4. adorei o post , muito enriquecedor para estudo.

    ResponderExcluir
  5. Fico muito feliz com a oportunidade de dividir meus estudos com vocês. Agradeço o espaço à minha amiga Hanna Aisha! Super beijo meninas!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...