Translate this blog!

sábado, 14 de dezembro de 2013

E mais um ano se vai...

Como no ano passado, daremos "férias" para o blog, já que as atividades de dança e estudos diminuem consideravelmente (com razão!), e este será o último post de 2013. Claro que isso não te impede de reler posts ou ler aqueles que você não teve tempo! Voltaremos dia 12 de janeiro de 2014. Agora, vamos aos informes, dicas, pedidos, desejos...

Começarei janeiro organizando 2 workshops de verão: um comigo e outro com a bailarina de Brasília, Dunia! O preço está um delícia e você terá a oportunidade de se mexer, já que as escolas de dança estarão fechadas (com razão também!). Os resumos dos cursos são:

TÉCNICAS DE QUADRIL com Dunia (KK-Brasília):
Inspiradas em Randa Kamel e Camelia of Cairo com trabalho de soltura, novas combinações e leitura com ênfase em domínio do quadril.

BASTÃO ESTILO LIBANÊS com Hanna Aisha (RJ):
Uso do bastão em performances femininas de dabke libanês moderno. OBS: Ir de tênis ou sapato de dança.


No último sorteio do blog, pedi para vocês sugerirem temas para eu postar aqui; atendi à algumas sugestões, mas ainda estou devendo alguns, eles não foram esquecidos! Falta tempo, mas estão guardados! Isso não me impede de pedir para que vocês me enviem mais! Escreve sua sugestão aqui nos comentários!

Outra coisa: como metade das leitoras são alunas, abri uma coluna chamada "Espaço da Pupila" e até hoje, só recebi um texto! Meninas, vamos escrever o que vocês sentem, pensam, têm dúvidas? Queremos saber!

Não deixem de preencher esse cadastro que a Funarte está organizando:

"A Funarte quer identificar os profissionais e os grupos que atuam na área de dança em todo o Brasil. Para isso, preparou este sistema de cadastro virtual, que vai permitir o mapeamento do setor. Através do Cadastro de Dança, podem ser armazenadas e divulgadas informações sobre artistas, professores, técnicos, espaços, organizações, projetos sociais, fontes de informação e estabelecimentos de ensino, entre outros. Bailarinos, coreógrafos, diretores, produtores, educadores e demais profissionais e artistas podem ajudar a construir essa base de dados. Ela servirá também para pesquisa e para elaboração e divulgação de projetos, pois será disponibilizada para consulta dos usuários".

Adorei esse vídeo e o indico para assisti-lo com um olhar de apreciação e para relembrarmos a Dança do Ventre como uma dança de dissociação, simples, alegre e gostosa de ver e fazer:



Se eu tivesse que resumir em uma palavra como foi meu 2013 como bailarina e professora, seria autoconhecimento. Foi o ano que mais pensei na Dança do Ventre como profissão e no meu papel como bailarina. Os podcasts e conversar com bailarinas "com cabeça" me ajudaram muito a me guiar nessa busca. Não considero acabado: em janeiro tive o start dessa necessidade de me autoconhecer e desenvolvi alguns aspectos ao longo do ano, mas ainda não parei para definir várias coisas. De qualquer maneira, vou deixar aqui uma sugestão de exercício para diminuir angústias:

Responda em um caderninho (faz à mão!) algumas perguntas como: "Que bailarinas são minhas referências técnicas?", "Que bailarinas eu admiro a dança?", "Minhas qualidades/facilidades como bailarina", "Que músicas gosto de ouvir?", "Que músicas gosto de dançar?", "O que preciso melhorar?", "Quais meus objetivos: fama, dinheiro, alunas, workshops?", "Quero viver ou não de dança?"... etc. 

Muito obrigada por me acompanharem mais um ano, comentando, divulgando ou, apenas, lendo. Não há sentido existir blog se não existem leitores! Queria compartilhar outro vídeo que me passou muita alegria, se eu tivesse que defini-lo em uma palavra:


Quem quiser continuar me acompanhando, curte minha Fan Page, ela não ficará parada! Ou me acompanhe no twitter: @hannaaisha!

Boas festas e até ano que vem!

Bauce kabir,
Hanna Aisha

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

DVDs de Dança - parte 5

Habibas,

O filme é realmente uma delícia, apesar da carreira meteórica (e tão rapidamente aceita pelos egípcios) da Lola! A gente se identifica em todas as partes do crescimento dela, inclusive com suas frustrações e lições como "não se sentir uma bailarina só porque você se parece com uma"! A Ismahan, professora da Lola, foi minha personagem preferida, me deu vontade de ter aulas com ela, mesmo sendo fictícia. Ela é linda, sensual e cheia de sentimento, apesar de reprimida e triste.

Aqui tem uma sinopse do filme e aqui uma resenha da Celia. Como ela mesma escreveu, "Um dos pontos altos, como comentam os críticos, é o tom de comédia que o filme dá, abrindo espaço, sem tocar na ferida, para abordar os preconceitos de "mão-dupla" que existem entre o Ocidente e o Oriente, e os mal-entendidos que acontecem pelo "choque de culturas" que Lola perpassa".

Para ser assistido com pipoca!


Bauce kabir,
Hanna Aisha
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...