Translate this blog!

domingo, 7 de abril de 2013

Encontre sua arte!

Recebi o vídeo abaixo para apreciação e fiquei abismada com tamanha criatividade (nem estou me referindo à qualidade da dança em si). Acho que foi um dos melhores que já vi na vida:


Daí, dias depois, eu leio o texto da Jacqueline Braga na edição no. 15 da Revista Shimmie e um trecho meu chamou a atenção (grifo meu): "Vivemos num mundo em que é mais fácil criticar do que aplaudir! Eu gosto de acreditar que aplausos trazem aplausos e, quanto mais aplaudimos o outro, mais seremos aplaudidos, porque cada pessoa tem seu brilho próprio, como uma estrela que não pode ser copiada, e que não vai tirar o lugar de nenhuma outra estrela".

Não me importo muito com a definição de Dança do Ventre: se é Raks Sharq, Bellydance, Dança Oriental... assim como o nome dos movimentos. Hoje, depois de considerar meu olhar mais maduro, me importa a expressão artística em si. Logo, vem a pergunta para vocês: isso é ou não é Dança do Ventre?


Não tenha medo de tentar fazer aquela aula que você tanto gostaria ou de colocar suas ideias em ação; sempre haverá alguém para criticar negativamente. Não estamos aqui discutindo bom gosto ou qualidade técnica mas sim, ousadia.

Dança é vida! Arte é vida! Encontre a sua!
Bauce kabir,
Hanna Aisha

2 comentários:

  1. Eu normalmente não gosto de ver a Elis dançando. Mas gostei muito desse vídeo, mesmo! Criativa, técnica muito boa mesmo, diferente. Espero que ela siga esse caminho, cansa muito ver as bailarinas dançando umas iguais às outras, típico do estilo dançando na KK e nesses concursos da vida. Aprovada!

    ResponderExcluir
  2. Concordo, daça é vida, é arte e esta sempre em movimento em transformação! Eu achei a dnça dela bem diferente, mas a musica era meio esquisita e ela fico fora do tempo algumas vezes, rsrs. Mas achei bem interessante os movimentos...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...